5 dicas para lidar com inquilino inadimplente

inquilino inadimplente

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Acabar com a inadimplência pode ser uma tarefa difícil para muitas imobiliárias. Afinal, este é assunto que exige paciência e inteligência para realizar um acordo que seja favorável para os envolvidos. 

Portanto, se você deseja aprender a lidar com um inquilino inadimplente, continue lendo este artigo. 

Mas antes, o que é inadimplência? 

Basicamente, a inadimplência consiste no descumprimento de alguma obrigação financeira. Quando o seu inquilino deixa de quitar o aluguel dentro do prazo, por exemplo, ele se torna inadimplente. 

Aliás, vale esclarecer aqui também que dívida e inadimplência não são a mesmas coisas, veja só. Quando uma compra é parcelada no cartão de crédito, o responsável terá uma dívida para pagar dentro de alguns meses. 

Quando um pagamento, no entanto, não é realizado dentro do prazo de vencimento, aí sim, pode-se dizer que é inadimplência. 

Como lidar com um inquilino inadimplente? 

Antes de cobrar seu inquilino inadimplente, saiba que ele tem direitos amparados pela Lei do Inquilinato (nº 8.245/91) que devem ser respeitados. Por isso, separamos essas dicas para resolver esse assunto com cautela. 

1. Converse primeiro 

Antes de tomar medidas legais, converse. O inquilino não é seu inimigo, é seu parceiro. Por isso, o diálogo é fundamental para manter um bom relacionamento, além de resolver qualquer problema. 

Converse com ele e tente entender o motivo da inadimplência, assim fica mais fácil saber quais medidas devem ser tomadas a partir daí.

2. Seja flexível 

Depois de entender o que houve, seja flexível para que um acordo seja feito sem prejudicar nenhuma das partes. Se ele não estiver agindo de má fé, com certeza, encontrarão maneiras de resolver tudo sem dor de cabeça. 

3. Siga as regras 

Caso o acordo não seja cumprido, depois de muito diálogo e flexibilidade, e dentro da legalidade, siga as orientações presentes no contrato e na Lei do Inquilinato que amparam os direitos e deveres das duas partes. 

Em casos de inadimplência, o inquilino pode ser convocado para sair do imovél em até 15 dias ou receber uma cobrança de 10% do valor do aluguel. 

4. Acione as garantias locatícias 

O uso de garantias locatícias, no momento de fechar o contrato, ajudam a evitar esse tipo de dor de cabeça, sendo as principais fiador, seguro fiança e caução. 

Foi aprovada, em 2011, uma alteração na Lei do Inquilinato que permite que o fiador receba notificações em casos onde, pelo menos, dois alugueis estejam atrasados. Se este não for notificado, ele poderá pedir o cancelamento da fiança. 

Eles podem e devem ser acionados para que sua imobiliária não saia no prejuízo. 

5. Use a tecnologia a seu favor 

Para não chegar ao ponto extremo, use a tecnologia a seu favor. Dessa forma, será possível evitar que o inquilino fique inadimplente. O lembretes de boleto por meio de notificações, por exemplo ajudam bastante.. 

Com essas dicas, todos os envolvidos no processo de locação de um imóvel serão amparados. Sendo assim, ninguém irá sair no prejuízo. E o relacionamento entre vocês, principalmente, não será abalado. 

Afinal, estar inadimplente já é uma situação chata. Então, faça o melhor para que isso seja resolvido da melhor maneira possível para todos. 

Sobre a Superlógica

A Superlógica desenvolve o software de gestão líder do mercado brasileiro para empresas de serviço recorrente. Somos referência em economia da recorrência e atuamos nos mercados de SaaS e Assinaturas, Condomínios e Imobiliárias.

Mais para explorar

inquilino inadimplente
Parcerias

5 dicas para lidar com inquilino inadimplente

Acabar com a inadimplência pode ser uma tarefa difícil para muitas imobiliárias. Afinal, este é assunto que exige paciência e inteligência para realizar um acordo

Categorias